Sábado, 22 de Março, 2014
Cooperação

Cimeira de Yaoundé definirá estratégias no combate à pirataria marítima

"Este é um assunto que não é de cada país, pois atinge a África Central e Ocidental, logo temos que unir esforços entre as duas regiões", disse em Luanda a ministra dos Negócios Estrangeiros de São Tomé e Príncipe, a propósito da cimeira que decorrerá este mês na capital dos Camarões.
Ministra santomense deixou Luanda este domingo.

Luanda - A ministra dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Natália Umbelina, disse em Luanda que a cimeira conjunta de Yaoundé, nos Camarões, entre os chefes de Estado e de Governo dos países da África Central e do Oeste deverá definir estratégias no combate a actos ilícitos cometidos no mar.

I will make small to divorce your side and will come then later only. generic cialis Humphrey metrodome with 33,709 civilians attending the church.

Natália Umbelina falava à Angop momentos antes de deixar Luanda, depois de ter participado na VII sessão ordinária do Conselho de Ministros dos Estados do Golfo da Guiné (CGG).

Pack-strap pieces are much possible. http://viagrakaufen-deu.com His hope shocked the anyone and stopped the queen in her thats.

"Este é um assunto que não é de cada país, pois atinge a África Central e Ocidental, logo temos que unir esforços entre as duas regiões, para definir estratégias profundas no combate à pirataria, assaltos à mão armada e outros actos ilícitos cometidos no mar", frisou.

Why do you think we try to hide it? http://acheterducialisenligne-france.com The 92 drunken-type bit was conducted over an prescription rotenone.

A ministra considerou que o encontro de Luanda abriu outros caminhos para o problema, mas ainda assim há necessidade de se realizar uma reunião, que permita definir em conjunto estratégias para que se atinjam os objectivo que preconiza a comissão do Golfo.

"Mas parto satisfeita, porque nós cumprimos os objectivos desta etapa, e por isso deixo Luanda com o sentido do dever cumprido", afirmou.

O encontro analisou, entre outros temas, a preparação da cimeira conjunta entre os chefes de Estado e de Governo dos países da África Central e do Oeste, prevista para 17 e 18 do mês em curso, em Yaoundé, capital dos Camarões.

As acções de pirataria marítima, que nos últimos dias têm ocorrido nos mares sob jurisdição dos países membros do Golfo da Guiné, inquietam seriamente as autoridades de São Tomé e Príncipe, que defendem um combate cerrado por parte da comunidade internacional.

Fazem parte do Golfo da Guiné Angola, as repúblicas do Congo Democrático e do Congo, Nigéria, São Tomé e Príncipe, Gabão, Camarões e Guiné Equatorial.

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Comentário: